Blog

Automação e mecanização são a mesma coisa? Entenda!

Com a evolução tecnológica vivenciada nos últimos anos, termos como Indústria 4.0, automação industrial, internet das coisas e Big Data surgem como uma grande tendência no mercado. 

A tecnologia se tornou uma valiosa aliada das empresas que buscam impulsionar sua produtividade, diminuir custos e otimizar processos.

A automação e a robótica colaborativa aparecem nesse cenário como opções interessante para as organizações. Porém, muitas vezes, essas práticas são vistas com desconfiança e até certo temor, pois entende-se que o uso de robôs pode se tornar uma ameaça aos postos de trabalho já existentes.

 

Empregos em risco?

São frequentes as críticas direcionadas à automação, especialmente no que se refere à possibilidade de agravamento do desemprego estrutural, com robôs tornando o ser humano desnecessário nas indústrias, ao passo em que passam a assumir as atividades chave nos processos produtivos.

Ainda que sejam inevitáveis algumas realocações nos postos de trabalho, a automação não contribui necessariamente para geração de desemprego em massa. 

Ao contrário disso, com o advento da robótica colaborativa, a tendência é que trabalhadores dispensados de seus antigos cargos passem a desempenhar novas funções, mais importantes e valorizadas. 

automação e mecanização

Além disso, o aumento da produtividade promovido pela automação tende a exigir o aumento da força de trabalho, para suprir as novas demandas.

O temor de uma potencial diminuição no número de vagas de emprego é muito comum, tendo origem na confusão que geralmente se cria entre os significados de automação e de mecanização industrial. 

À primeira vista, esses dois termos podem parecer sinônimos, mas na prática eles representam coisas bem diferentes.

 

Você sabe a diferença entre automação e mecanização?

Para ajudar a desmitificar o antagonismo da automação no meio industrial, este artigo esclarece as principais diferenças entre mecanizar e automatizar um processo. Confira!

 

Mecanização

Quando o assunto é otimização de processos, logo associa-se à ideia de mecanização, que significa colocar uma máquina para exercer uma atividade antes realizada por trabalho humano.

A utilização de robôs é muito frequente na manufatura, especialmente em atividades que demandam força excessiva, esforço repetitivo ou ambientes insalubres. 

A mecanização surgiu com a Revolução Industrial, quando foram desenvolvidos sistemas fabris mecanizados que substituíram as antigas fábricas de manufatura. 

Essa técnica acelerou processos produtivos, dando início às produções em larga escala a que estamos acostumados atualmente.

 

 

Automação

A automação de processos industriais busca otimizar as principais atividades de uma empresa, com foco naquelas que geram os resultados de uma organização. 

Se trata de uma prática que vai além da simples troca do ser humano pela máquina: ela é responsável por flexibilizar a interação, tornando as máquinas inteligentes, capazes de realizar análises e tomadas de decisão através da utilização de softwares. 

Dessa forma, a automação pode ser vista quase como uma evolução da mecanização, exigindo vários elementos para efetivamente melhorar os processos de uma forma que não seria possível apenas com recursos humanos. 

É através dela que se atribui softwares de controle e inteligência a um sistema mecanizado.

Ou seja: enquanto mecanizar é simplesmente o ato de trocar a ação humana por máquinas, automatizar é desenvolver um sistema inteligente, no qual máquinas e homens trabalhem em conjunto em prol do melhor desempenho. 

Essa colaboração garante a qualidade do processo, beneficia os trabalhadores e colabora para a satisfação do cliente final.

 

Vantagem competitiva

A automação é uma estratégia com potencial para alavancar resultados em todos os setores da economia, atendendo desde grandes multinacionais até pequenas fábricas do setor varejeiro.  

Com o boom de produtividade promovido pela automação dos processos, todos os envolvidos saem beneficiados, incluindo os colaboradores e os consumidores finais. 

Com a utilização de sistemas automatizados, os colaboradores deixam de atuar em áreas estafantes e/ou perigosas, passando a assumir cargos de maior expressão e destaque dentro da fábrica. Já os clientes receberão produtos com elevado nível de qualidade e confiabilidade.

Todas essas vantagens se transformam em importantes diferenciais, capazes de impulsionar a competitividade das empresas.

 

+Você já leu esses?

 

Tendência entre as maiores empresas

A automação vem ganhando cada vez mais destaque entre as maiores organizações do planeta. 

Empresas como Google e Tesla, por exemplo, são pioneiras neste movimento, investindo pesado no mercado de veículos autônomos. Já a gigante Amazon segue o mesmo caminho, mas no campo de drones, utilizando a automação como importante meio de otimização das entregas.

Mas não são apenas as grandes potências que podem se beneficiar das vantagens da automação e mecanização.  Com o nível elevado de competitividade do mercado atual, todas as indústrias precisarão, mais cedo ou mais tarde, se adaptar aos princípios 4.0 para elevar seus resultados e alcançar a concorrência. 

 

Leia também: Tomando as decisões corretas em automação

 

Fale com a Fersiltec

A Fersiltec é referência em automação industrial, fornecendo soluções capazes de impulsionar a produtividade e a lucratividade da sua empresa. As equipes especializadas em engenharias de software e de controle e automação oferecem acompanhamento de produção, o treinamento de operação e a manutenção de todos os equipamentos e serviços prestados. 

Entre em contato conosco e conheça todas as soluções oferecidas! 

Comentários

Não perca nossos posts sobre Automação Industrial

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu e-mail.