Blog

IEC 61439: Confiabilidade e segurança em painéis de baixa tensão

Tratando dos Conjuntos de Manobra e Controle de Baixa Tensão, a Norma IEC 61439 busca reforçar e esclarecer, de forma mais completa, os requisitos considerados imprescindíveis para a construção de painéis elétricos de baixa tensão. Até a sua efetiva incorporação no Brasil, a norma vigente que trata desse tema é a norma ABNT NBR IEC 60439, mas com a revisão já vigente na Europa, a IEC 61439 já se encontra totalmente incorporada pelo Comitê Brasileiro de Eletricidade e pela ABNT.

Publicada em 2016, a IEC 61439 passou por um período de adaptação de cinco anos, atingindo a sua vigência plena em 2022. Por esse motivo, é muito importante compreender o impacto e as mudanças trazidas por essa nova regulamentação.

 

O que muda com a IEC 61439?

Com essa nova atualização, a IEC 61439 trouxe algumas mudanças significativas com relação à IEC 61439 (2003) e a IEC 61439-1 (2009):

  • A norma ABNT NBR IEC 60439 deixou de ter dupla função (norma de produto e norma de regras gerais para conjuntos de manobra e controle de baixa tensão), unificando as duas partes da norma anterior;
  • Substituiu os conceitos TTA (Conjuntos com ensaios de tipo totalmente testados) e PTTA (Conjuntos com ensaios de tipo parcialmente testados) por abordagem de verificação;
  • Trouxe três tipos equivalentes de verificação: verificação por ensaio, verificação por cálculo/medição ou verificação pela satisfação de regras de projeto;
  • Requisitos de elevação de temperatura mais objetivos e esclarecidos;
  • Detalhamento do fator de diversidade nominal;
  • Incorporação de requisitos para invólucros vazios;
  • Reconhecimento do Fabricante Original (Fabricante do Sistema) e Fabricante do Conjunto (Montador do Painel);

A norma é estruturada da seguinte forma:

  • IEC 61439-1: Regras gerais.
  • IEC 61439-2: Conjuntos de manobra e controle de potência (Conjuntos MCP).
  • IEC 61439-3: Quadros de distribuição (substitui a IEC 60439-3).
  • IEC 61439-4: Conjuntos para canteiro de obra (substitui a IEC 60439-4).
  • IEC 61439-5: Conjuntos para distribuição de energia elétrica (substitui a IEC 60439-5).
  • IEC 61439-6: Linhas elétricas pré-fabricadas (substitui a IEC 60439-2).
  • IEC / TR 61439-0: Guia para especificação dos Conjuntos.

De forma mais específica, a IEC 61439 traz mudanças significativas em diversos aspectos, como:

Segurança

De forma a garantir mais segurança ao patrimônio e às pessoas, a IEC 61439 exige:

Testes por ensaio:

  • Resistência dos materiais e das partes
  • Nível de proteção dos invólucros.
  • Alcance de isolamento e escoamento.
  • Proteção contra choque elétrico e integridade dos circuitos de proteção.
  • Propriedades dielétricas.
  • Elevação de temperatura – limites
  • Se suportam curtos-circuitos.
  • Compatibilidade eletromagnética.
  • Funcionamento mecânico.

 

 

Testes por projeto:

  • Integração de dispositivos de manobra e de componentes.
  • Circuitos elétricos internos e conexões.
  • Conectores para condutores externos.

 

Artigos relacionados:

 

Testes de rotina:

  • Nível de proteção dos invólucros.
  • Alcance de isolamento e escoamento.
  • Proteção contra choque elétrico e integridade dos circuitos de proteção.
  • Integração dos componentes incorporados.
  • Circuitos elétricos internos e conexões.
  • Conectores para condutores externos.
  • Funcionamento mecânico.
  • Propriedades dielétricas.
  • Cabeamento, desempenho operacional e funcional.

Diferentemente ao estabelecido na norma anterior, esses testes não precisam mais ser realizados em duplicidade.

Com relação ao grau de proteção, a norma estabelece:

  • Necessidade de indicação através de códigos, sendo que o grau de proteção é assegurado por um invólucro do material elétrico.
  • O código é constituído por dois números característicos, sendo que o primeiro algarismo caracteriza a proteção do material contra sólidos estranhos e proteção das pessoas, e o segundo algarismo caracteriza a proteção do material contra a penetração de água com efeitos nocivos.

É importante ressaltar que este padrão não se aplica contra riscos de explosão ou condições de umidade, vapor corrosivo, fungos ou infestações.

Diante disso, precisamos salientar que cerca de 70% dos painéis elétricos que são comercializados no país não atendem adequadamente às normas vigentes. Com a mudança da legislação, em caso de sinistro a responsabilidade poderá recair sobre todos os envolvidos, fazendo da adequação, um fator primordial.

 

Jean Carlos Ferrari

Diretor de engenharia.

Comentários

Não perca nossos posts sobre Automação Industrial

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu e-mail.