Blog

Lockout, tagout e turnkey: automação e segurança no controle de energias perigosas

Lockout-tagout-turnkey-automacao-e-seguranca-no-controle-de-energias-perigosas

Antes de entrarmos nos conceitos apresentados pelo título de Lockout, tagout e turnkey, vamos discutir sobre o campo da automação e segurança no controle de energias perigosas para nos dar uma base para este detalhamento posteriormente no texto.

 

Energias perigosas na indústria

Pode ser entendido como energia perigosa toda aquela que potencializa um acidente, e por essa razão, deve ser monitorada e controlada com intuito de se evitar riscos para com pessoas, bens ou propriedades.

Em geral, a energia perigosa é associada exclusivamente à energia elétrica. Mas na verdade o conceito vai mais além, incluindo todas as fontes de energia que podem estar no ambiente industrial como: mecânica, hidráulica, química, térmica ou pneumática.

Apesar de equivocado, é compreensível essa associação, afinal os números de acidente com energia elétrica são bem expressivos, além da quantidade de normas específicas elaboradas neste caso, como a NR-10.

E por falar em normas, existe um programa específico relacionado ao preparo frente às energias perigosas chamado Programa de Controle de Energias Perigosas (PCEP). O PCEP é um procedimento obrigatório pelas normas brasileiras NR10, NR12 e NR33.

 

energias-perigosas-na-industria-Lockout tagout

Ainda sobre energia perigosa, não é difícil pensar que muitos acidentes ocorrem em função de um acionamento inesperado de máquinas e equipamentos durante uma manutenção, limpeza ou reparo.

Estes acidentes podem ser evitados com a implementação do PCEP, que prevê a utilização de dispositivos específicos de segurança e bloqueio para as fontes de energia de forma a evitar este tipo de situação indesejada Vamos falar sobre os conceitos de lockout e tagout.

 

LOTO – Lockout e Tagout

Já de conhecimento sobre as energias perigosas, exploremos então algumas soluções visando a prevenção  de potenciais acidentes causados por elas.

A estratégia de LockOut e TagOut, ou LOTO, nada mais é do que uma sistemática que garante o bloqueio (lockout), de energias ou produtos no momento em que um equipamento ou máquina esteja desligada para manutenção, limpeza ou reparo, e o trabalhador estiver em situação de operação.

 

loto-Lockout-Tagout

Essa operação deve ser identificada por meio do uso de etiquetas padronizadas (tagout), alertando para o perigo de se religar o equipamento e quem é o responsável pela interdição.

Esta sistemática é fundamentada nas normas OSHA 1910.147, NR10, NR20, NR33 e NR12.

Os produtos e equipamentos comumente utilizados são:

  • Cadeados de bloqueio;
  • Etiquetas e placas;
  • Produtos personalizados;
  • Garras de bloqueio;
  • Caixas e estações de bloqueio;
  • Bloqueio elétrico;

Também vinculado aos equipamentos de LOTO, temos o conceito de turn key que trabalha em conjunto com os mesmos. Imagine que uma atividade de manutenção será feita em um equipamento e a chave do disjuntor seja travada com segurança utilizando-se uma tag e um cadeado.

A chave que irá permitir o destravamento do cadeado irá ficar em posse do operador responsável pela manutenção do equipamento do nosso exemplo, e somente ele poderá liberar este acesso.

Em outras palavras, isso quer dizer que o operador tem total controle sobre aquilo que deve ser executado, e portanto, esta chave é conhecida como turn key.

Seguindo nosso fluxo falando sobre segurança, vamos entender um pouco mais as estratégias associadas à automação no ambiente industrial.

 

Automação e segurança

Quando pensa-se em ambiente industrial, automação e segurança, lembra-se de que máquinas industriais geralmente são projetadas para trabalhar em ambientes de temperaturas extremas. Como locais explosivos, fundição, processos químicos e outros ambientes que envolvem riscos potenciais para trabalhadores.

Diante do trabalho em ambientes severos, o projeto de um sistema automatizado industrial deve ter como premissa a segurança, isto porque as organizações devem ser  planejadas com o intuito de se reduzir acidentes ao máximo e claro sempre visando a estratégia de lockout e tagout.

 

Lockout tagout

Dada a grande importância da segurança, no Brasil temos a norma regulamentadora  (NR-12). Que obriga os fabricantes de máquinas a seguirem rigorosamente práticas de segurança.

É importante notar que a NR-12 confere melhor competitividade para sua empresa diante dos concorrentes que não tem o mesmo cuidado – e permanecem em situação irregular, sujeito a diversas penalidades.

É fundamental portanto, a atenção com a segurança, principalmente quando falamos de sistemas elétricos industriais e manutenção de máquinas e equipamentos. Que é um tópico crucial para todo parque fabril. Confira o texto do blog  segurança em sistemas elétricos.

Vamos agora então conhecer um pouco mais sobre as novidades e preocupações que a Fersiltec tem para com esta realidade e seus clientes.

 

Inovações da Fersiltec

Na Fersiltec existe uma grande preocupação em se inovar a cada dia na entrega de serviços aos seus clientes.

Além de realizar todo o processo de treinamento exigido por lei para que seja aplicado o LOTO, também são fornecidos os componentes na modalidade turn key.

Somando-se a isso, a Fersiltec também:

  • trata as análises de risco;
  • evidencia as necessidades de bloqueio;
  • instaura procedimentos;
  • realiza treinamentos;
  • elaborar mapas de localização de energias;
  • dimensiona a estação de bloqueio e seus componentes;

Tudo isto com o objetivo de se entregar uma solução única, conclusiva, segura e simples.

Para conhecer melhor todos os serviços oferecidos pela Fersiltec, baixe agora o catálogo completo de soluções.

 

Comentários

Não perca nossos posts sobre Automação Industrial

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu e-mail.