Blog

Telemedicina: entenda o papel da robótica em crises na saúde

Telemedicina: entenda o papel da robótica em crises na saúde

A medicina e o setor da saúde conseguiram grandes avanços em razão da tecnologia. Um exemplo disso são os exames de imagem feito por grandes máquinas, a robótica e as impressoras 3D e seus órgãos artificiais. 

Com os avanços, a tendência que ganha destaque é a telemedicina, inclusive em momentos em que é necessário manter o distanciamento social e que os hospitais se encontram sem leitos suficientes, ou seja, em cenários de crise.

Continue a leitura do post e veja por que a telemedicina e a robótica representam importantes ferramentas para lidar com a saúde, principalmente em momentos conturbados.

Como a robótica auxilia a medicina?

Em razão dos benefícios para o setor da saúde, a robótica vem sendo cada vez mais utilizada na medicina. Além das vantagens da sua aplicação, essa é uma ferramenta que trabalha visando a prevenção de doenças. 

Um exemplo de aplicação prática é quando os robôs são utilizados em atividades e procedimentos expostos a atividades de risco, como forma de preservar a vida e a saúde dos profissionais e garantirem a segurança de pacientes e trabalhadores ao lidarem com materiais descartáveis, contaminados e monitoramento de pacientes em quarentena.

Para que se tenha uma ideia, a Tailândia já utiliza robôs para fazerem a medição de temperatura dos pacientes infectados com doenças facilmente transmissíveis e dos funcionários que precisam cuidar deles. 

Já a Dinamarca faz uso da robótica para desinfectar superfícies de hospitais com a luz ultravioleta.

Como a robótica auxilia a medicina?

Além disso, essa é uma tecnologia que pode ser utilizada desde procedimentos simples até os mais complexos. Nas cirurgias, por exemplo, elas tornam o procedimento menos invasivo e mais acertado, já que muitas delas contam com a tecnologia de machine learning. Esse conceito que se refere a aprendizagem de computadores é muito utilizado na telemedicina.

Por meio do machine learning os sistemas conseguem detectar padrões e aprendem com cada laudo emitido. 

A partir disso é criada uma rica base de dados que é capaz de fornecer informações mais detalhadas ao médico e ao paciente, além de fazer uma triagem automática de exames para que os casos emergenciais tenham prioridade no sistema do especialista.

É importante ressaltar que a automação robótica não visa roubar empregos das pessoas. No entanto, o momento é de qualificação e adaptação, ou seja, os profissionais precisam se especializar para manusearem estes novos equipamentos e se alinharem a demanda do mercado de trabalho. 

Afinal, as máquinas e robôs precisam de operadores. Portanto, essa mudança de mentalidade é necessária para sobreviver em qualquer tipo de setor.

O que é telemedicina?

A telemedicina é a prática de utilizar a tecnologia para fazer atendimentos, exames, diagnóstico, monitoramento, prevenção e outras práticas médicas a distância. Esse não é um processo recente, pois desde os anos 50, os médicos já utilizavam televisões e telefone para atender pacientes que estavam em outros locais.

No entanto, os avanços tecnológicos permitiram que essa prática fosse aprimorada, com isso ela consegue ser mais eficiente e acertada. No Brasil, já se pode fazer a emissão de laudos online e o atendimento médico a distância.

Essa é uma ferramenta que tem grande potencial e importância na área da saúde, pois permite o atendimento e a facilitação de processos médicos, sendo que isso não acontece somente na relação entre profissional e paciente, mas também entre os médicos.

 

 

Como a telemedicina funciona?

Essa tecnologia é dividida em duas principais atuações que contemplam os procedimentos feitos. Entenda quais são.

Teleassistência

A teleassistência reúne diversos serviços que são feitos em um consultório, como orientações médicas após algum procedimento, triagem, diagnósticos, anamnese, monitoramento do paciente e determinadas consultas. 

Para que esse atendimento seja feito a distância, normalmente, são utilizadas plataformas. Nesse ambiente virtual, são feitas videoconferências e conversas por chat.

Telelaudos

Como o próprio nome já indica, é a prática de disponibilizar e emitir laudos a distância. Para isso, são utilizados softwares específicos para os profissionais tenham acesso aos exames e façam as suas análises e para que o paciente veja os seus resultados.

Implantar tecnologias, automações robóticas e inovações na saúde é uma maneira de combater outros desfalques, como o de capacidade de atendimento pessoal e a falta de médicos. 

A importância dessas ferramentas e valorizada inclusive pelo Ministério da Saúde, que incentiva a utilização da tecnologia, visto que elas não preveem acabar com a medicina tradicional, mas sim aperfeiçoar e tornar os serviços mais acessíveis. Já os robôs, conseguem evitar que os seres humanos corram riscos.

É preciso que a sociedade como um todo se adapte a essa nova realidade. Inclusive, profissionais que conheçam e dominem a tecnologia serão cada vez mais requisitados nas empresas. 

Confira nosso outro artigo em que explicamos o que é o profissional 4.0 e porque ele será requisitado nas indústrias e entenda melhor!

Comentários

Não perca nossos posts sobre Automação Industrial

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu e-mail.